http://4.bp.blogspot.com/_14vrv7ni7HM/TLYyK0PS85I/AAAAAAAABU8/h4xBT0R8kQU/s1600/20101013225550_D0064009.jpg

 

Arquivo do blog

domingo, 27 de janeiro de 2013

Mananciais do Calvário



Instruções sobre o Santo Sacrifício da Missa



Instruções sobre o Santo Sacrifício da Missa
Frei Dr. Humberto Klug, O.M. Cap
Livro de 1935 - 212 págs



PREFÁCIO

O Apostolo São Paulo exaltou com palavras muito expressivas o admirável Sacrifício do Salvador no Gólgota (Ef 5, 2): "Cristo entregou-se a si mesmo por nós outros, como oferenda e hóstia a Deus, em odor de suavidade".
Homens afortunados! Para vós o sacrifício da cruz se renova diariamente na Santa Missa. Misterioso aroma se exala do sacrifício de nossos altares: é o perfume suavíssimo do Sangue Vivo que Cristo derramou sobre a cruz. Só o percebem as almas que assistem ao Santo Sacrifício com uma acrisolada sensibilidade. Só é fortalecido pela celestial fragrância quem penetra o sentido profundo da sublime oferenda. Todo aquele, porém, que respira o incenso e a mirra do sacrifício do Calvário, se sentirá atraído por irresistível força para os altares da Nova Aliança. Espontaneamente, participará do Santo Sacrifício; e dai levará magníficos proveitos e vantagens sumamente práticas para o desempenho de suas obrigações diárias. Durante os trabalhos peculiares à sua vocação, conservará na alma a impressão dos
doces eflúvios que emanam do Sacrifício de Cristo.
É verdade indiscutível para os católicos que a Missa é um Sacrifício. Quão poucos, entretanto, são aqueles que se acham sinceramente convencidos de ser um Sacrifício real e verdadeiro. Muito menor ainda é o numero de fiéis que, ao mesmo tempo, se imolam a Deus do fundo do coração. Por isso, nosso povo desejava ardentemente uma
explicação simples deste sacrifício, que Cristo deixou, como um legado precioso, à sua Igreja. Este pequeno livro permitirá descortinar mais vastos horizontes atinentes à essência e alta eficácia do Santo Sacrifício, tanto mais que hoje, infelizmente, dia a dia vai desaparecendo essa imperiosa necessidade, tão fortemente arraigada nos homens
primitivos, que os levava a engrandecer a Deus com sacrifícios. Como é sugestiva esta sentença do eminente abade benedictino Pedro, o Venerável: "Deixando o mundo de oferecer a Deus sacrifícios, ele mesmo a Deus deixará de pertencer" (1).
Oxalá possa este livrinho ser útil a muitos cristãos, afim de que se abalancem a honrar a Deus condignamente com o Sacrifício da Missa! Oxalá suas almas aprendam a celebrar este Santo Sacrifício com alegre desprendimento, para a prosperidade e salvação do mundo!
O autor

(1) Cumque (mundus) Deo sacrificare cessaverit, et ipse Dei esse cessabit. Contra Petrobrus


ÍNDICE


Prefácio